HISTÓRIA DA TRIUMPH

 

1902: A primeira motocicleta Triumph é produzida em Coventry, no Reino Unido. Com um motor Minerva de 2.2 cv,  ficou conhecida como "a Nº 1".

1907: Um novo motor com 3.5 cv é desenvolvido. A produção anual atinge 1.000 unidades e a fábrica é transferida para Priory Street, também em Coventry.

1915: A Triumph é escolhida para fornecer o modelo Type H “Trusty” às tropas aliadas na 1ª Guerra Mundial. Das 57.000 motocicletas produzidas, 30.000 possuem 499 cc com refrigeração a ar e um cilindro, sendo as primeiras a terem esta tecnologia.

1927: A fábrica de Coventry, agora com 500.000 m² e 3.000 funcionários, produz 30.000 unidades por ano.

1936: As produções de carros e motos Triumph são separadas. Edward Turner é indicado como chefe do setor de design.

1937: Turner apresenta um motor de 498 cc de dois cilindros, o Speed Twin (T100), que atinge uma velocidade de 144,84 km/h. O modelo inovador se estabeleceu como um padrão para as motocicletas Triumph nos 40 anos posteriores.

1940-1945: Mais de 50.000 motocicletas são vendidas para as tropas militares, com toda a produção voltada para atender essa demanda. A fábrica de Priory Street é bombardeada em 14 de novembro de 1940. Instalações temporárias em Warwick são utilizadas ​​até uma nova planta ser inaugurada em Meriden, em 1942.

1946: Com o retorno da paz, a Triumph dá continuidade à sua produção com foco em três modelos: a Tiger T100 (que teve sua primeira vitória nas pistas em 1946, no Manx Grand Prix, pilotada por Eric Lyons), a Speed Twin e uma pequena “touring” de 349 cc e 3T. Todos os modelos saem de fábrica com braço telescópio no garfo dianteiro.

1954: Marlon Brando pilota uma Thunderbird 6T de 650 cc no filme “O Selvagem”.

1955: Johnny Allen atinge 310,60 km/h em Bonneville Salt Flats pilotando uma Thunderbird com motor de 650 cc. É o início de uma era notável de desempenho para a marca, durante a qual a Triumph deteve por 15 anos consecutivos o recorde de velocidade em terra.

1959: O ícone Bonneville (T120 com 650 cc) é lançado. O nome foi dado em homenagem ao local onde a Triumph conquistou seu recorde de velocidade. Bonneville se torna a motocicleta de dois cilindros mais vendida  na Inglaterra.

1963: A Trophy TR6 650 é pilotada pelo famoso ator Steve McQueen. Com este modelo, McQueen pulou e caiu sobre Bud Ekins no filme “Fugindo do Inferno”.

1966: Buddy Elmore vence a corrida Daytona 200 com uma Tiger 500 cc preparada especialmente pela Triumph. O protótipo Gyronaul X-1, com um motor Triumph de 650 cc, bate o recorde de velocidade em Bonneville Salt Flats com 395,25 km/h.

1967: Gary Nixon prova que a vitória na Daytona 200 no ano anterior não foi mero acaso e repete o feito a bordo de um Tiger 100. Além disso, o sucesso nas corridas é apreciado por John Hartle. As Triumphs também passam a ser vendidas nos Estados Unidos.

1968: A 750 cc de três cilindros finalmente é lançada, com motor comprado da Trident, o BSZ Rocket 3. Even Knieval tenta saltar a fonte do Caesar´s Palace  Casino, em Las Vegas, com uma Bonneville.

1969: Malcolm Uphill vence o circuito Isle of Man - TT com a novata Bonneville. Pela primeira vez é feita uma motocicleta que atinge mais de 160,93 km/h. A produção em Meriden chega a 46.800 unidades.

1970: Malcolm Uphill bate outro recorde no circuito Isle of Man - TT e, em consequência desse feito, recebe o apelido de Slippery Sam.

1975: A produção da Bonneville continua após os trabalhadores formarem uma cooperativa para manter a fábrica de Meriden em funcionamento.

1983: A fábrica de Meriden fecha as portas. John Bloor adquire o nome da Triumph. A licença para produzir em menor número o modelo Bonneville fica com Les Harris, em Devon, no sudoeste da Inglaterra.

1987: O primeiro “novo” motor da Triumph, com 1.200 cc e quatro cilindros, começa a ser testado.

1990: Acontece o grande retorno da Triumph. Seis novos modelos são anunciados no Salão de Colônia (Alemanha): a incomparável Tridente 750 e 900 de três cilindros; a Touring Trophy de três cilindros e 1.200 cc de quatro cilindros; e a esportiva Daytona 750 de três cilindros e 1.000 cc de quatro cilindros.

1994: O jogo muda com o lançamento da Speed Triple e assegura o retorno da Triumph ao segmento esportivo, inaugurando o “Speed Triple Challenge Race”. O retorno aos Estados Unidos acontece com a introdução de uma nova subsidiária, a Triumph Motorcycles América. É concedida a permissão para início do projeto da nova fábrica em Hinckley, com mais de 161.000 m2.

1995:  A linha de acessórios e roupas Triple Connection é lançada e atinge cerca de 12.000 unidades produzidas por ano. A 30.000ª Triumph - uma Thunderbird - é produzida em Hinckley e enviada à Austrália.

1996: A Daytona T595 rouba a cena. Com um estilo deslumbrante, origina uma longa fila de espera de pilotos ávidos para conduzi-la. 12 meses depois, uma T595 voltou a atingir a produção de 50.000 unidades em Hinckley.

2000: Uma década depois do renascimento da Triumph, o modelo Bonneville volta a fazer parte da linha de motocicletas. Feito não somente para os motociclistas mais clássicos, ganha espaço entre aqueles que apreciam a modernidade e a garantia de uma boa pilotagem com um motor de dois cilindros paralelos.

2002: Um grande incêndio destrói a planta de montagem da fábrica nº1, a qual é reconstruída e  reformada em menos de seis meses. A superesportiva Daytona 600 é apresentada e obtém uma magnífica vitória no circuito Isle of Man - TT, em 2003, nas mãos de Bruce Anstey.

2004:  A Triumph Rocket III passa a integrar a linha de motocicletas, com detalhes do motor de três cilindros simplesmente surpreendentes: 2.294 cc e 147 Nm de torque a 2.500 rpm. Desde o seu lançamento, continua sendo a maior motocicleta em produção em série no mundo.

2006: Com tudo novo, a Daytona 675 Triple é lançada e vence por quatro anos consecutivos o super teste “King of Supersports”. Com a fábrica 4 na Tailândia em funcionamento, o volume de produção  aumenta para 41.974 unidades.

2007: Com a Street Triple, uma linha que une estilo e diversão com o poder e maneabilidade da Daytona 675, instantaneamente cria-se  um novo segmento no mercado de motocicletas.

2009: A Triumph tem a primeira experiência na linha “R” com o lançamento da Street Triple R. Seus freios de alto desempenho e o pacote de suspensões são líderes na categoria.

2010: A fábrica da Triumph em Hinckley lança a primeira motocicleta com sistema de transmissão de potência por correia de 1.600 cc, com dois cilindros paralelos. Esse lançamento faz com que a reputação da marca seja reconhecida definitivamente no segmento cruiser. A revista US Cycle World a intitula como a “Cruiser do Ano”.

2011: A Triumph lança a Tiger 800 e a 800XC, a Speed Triple, a Daytona R, a America, a Speedmaster e a Thunderbird Storm. O maior número de lançamentos em um ano desde o início de suas atividades.

2012: Os 110 anos de fabricação de motocicletas são comemorados com uma série de novos lançamentos, a exemplo da Tiger Explorer, modelo de 1.215 cc com eixo cardã que impressiona o mercado adventure, em crescimento. O mesmo motor é utilizado na nova Trophy. Para completar um ano agitado,  modificações importantes foram aplicadas nas plataformas de 675 cc da Street Triple e da Daytona. As vendas atingem 50.000 unidades com a abertura da nova subsidiária no Brasil.

2013: O market share da Triumph atinge 6,2% no segmento acima de 500 cc e o plano de  expansão continua forte com a entrada na Índia.

 

Fonte: http://www.triumphmotorcycles.com.br

Política de Privacidade

Nós estamos comprometidos em resguardar sua privacidade. O intuito deste documento é esclarecer quais informações são coletadas dos usuários de nosso site – e respectivos serviços – e de que forma esses dados são manipulados e utilizados.

Alertamos que se você não concorda com o conteúdo desta política, não é recomendável baixar nossos materiais nem utilizar quaisquer de nossos serviços.

Sobre a coleta de dados

Em nossos sites, as informações são coletadas das seguintes formas:

Informações fornecidas por você – Coletamos informações de identificação pessoal – como nome, telefone, email, empresa em que trabalha e cargo – via preenchimento dos formulários para download de nossos conteúdos gratuitos. Eventualmente, a solicitação algumas informações podem ser feitas por meio de contato direto da Triumph Rio Barra com os usuários via email ou telefone.

Informações de navegação no site – Quando você visita nosso site, é inserido um ‘cookie’ no seu navegador por meio do software Google Analytics, para identificar quantas vezes você retorna ao nosso endereço. São coletadas, anonimamente, informações, como endereço IP, localização geográfica, fonte de referência, tipo de navegador, duração da visita e páginas visitadas.

Histórico de contato – Aqui na Triumph Rio Barra armazenamos informações a respeito de todos os contatos já realizados com nossos usuários, como conteúdos baixados a partir de nossas páginas e interações via email.

Sobre o uso de suas Informações Pessoais

O presente termo permite que a Triumph Rio Barra use suas informações pessoais para diferentes finalidades.

O email é utilizado para a operação de envio do material ou informação por você requisitada no preenchimento do formulário. Também pode ser usado para envio de Newsletters, sempre relacionadas a temas do Direito.

Por fim, o email será utilizado ainda para comunicar o lançamento de novos materiais gratuitos ou de novos serviços da Triumph Rio Barra e parceiros. No entanto, o usuário pode cancelar a assinatura a qualquer momento.

Os dados de download poderão ser divulgados como pesquisas e estatísticas, não sendo reveladas abertamente nenhuma informação pessoal, a menos que autorizada explicitamente.

Funcionários da Triumph Rio Barra poderão eventualmente entrar em contato via email ou telefone para fazer pesquisas ou apresentar produtos e serviços.

Sobre o acesso às suas informações pessoais

Poderão ver suas informações pessoais apenas funcionários da Triumph Rio Barra. Eventualmente, caso a inserção de suas informações se dê em ações criadas em parcerias, os parceiros explicitamente identificados também terão acesso à informação. Nenhuma informação pessoal poderá ser divulgada

A Triumph Rio Barra também se compromete a não vender, alugar ou repassar suas informações para terceiros. A única exceção está em casos em que essas informações forem exigidas judicialmente.

Além disso, embora trabalhemos com boas práticas de proteção e segurança, nenhum serviço web possui 100% de garantia contra invasões e não podemos nos responsabilizar caso isso ocorra.

Sobre o compartilhamento de conteúdo nas redes sociais

Ao clicar nos botões de compartilhamento de conteúdo nas mídias sociais disponíveis em nossas páginas, o usuário estará publicando o conteúdo por meio de seu perfil na rede selecionada. A Triumph Rio Barra não têm acesso ao login e senha dos usuários nessas redes, nem publicará conteúdo em nome do usuário sem que ele realize esta ação.

Mudanças na Política de Privacidade

Essa Política de Privacidade pode passar por atualizações. Desta forma, recomendamos visitar periodicamente esta página para que você tenha conhecimento sobre as modificações.

Antes de usar informações para outros fins que não os definidos nesta Política de Privacidade, solicitaremos sua autorização.

Triumph Rio Barra

Avenida das Américas, 1700,
Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ – CEP 22640-101